Parlamentoda NovaZelândia protesto

 Participe do Grupo no Facebook e acompanhe as publicações
Seguidores do Evangelho
Grupo do Facebook · 3 membros
Participar do grupo
Seguidores do Evangelho Grupo para compartilhamento das mensagens do Evangelho de Jesus a todos...
 

 

 

Cristãos da Nova Zelândia protestam contra remoção de Jesus do Parlamento

 

O vice-prmiê Winston Peters, disse que o parlamento deveria ter sido autorizado a decidir se removeria no nome de Jesus da oração juntos.

"Bem, a decisão sobre qual mudança deve ser tomada pelos parlamentares e não pelo orador. Essa é a nossa posição, não me importo de dizer publicamente", disse Peters.

Nova Zelândia. - Quase 1.000 cristãos protestaram em frente ao Parlamento na Nova Zelândia na terça-feira, condenando a remoção de todas as referências a Jesus Cristo na oração parlamentar. A mudança para a oração parlamentar foi promulgada em novembro de 2017, quando Trevor Mallard de Labor assumiu o papel de orador. Mallard decidiu eliminar todas as referências a Cristo em oração, descrevendo-o como um "compromisso", uma vez que a frase "Deus Todo Poderoso" permanece.

Alguns dos manifestantes na terça-feira mantiveram cartazes dizendo "Desonroso Judas Mallard", referindo-se ao discípulo que traiu Jesus. O organizador do evento, Ross Smith, disse à Radio New Zealand que a herança cristã do país não deve ser apagada. "É um legado. Os princípios e valores encontrados nesta nação são baseados em nossas raízes cristãs e judaicas", disse Smith.

Ele acrescentou que os defensores de outras religiões também apoiavam o protesto. "Então, por exemplo, os muçulmanos entram e dizem: 'Escute, não tome o nome de Jesus Cristo, onde está a integridade nisso?'", Perguntou Smith.

"Acho que ter a oração em si é um bom tom para o Parlamento, mas foi feito de uma forma que o orador tentou tornar um pouco mais abrangente", disse Ardern.

"Os números falam ao Parlamento e esta demonstração pode ser a única maneira de manter Jesus em oração. É por isso que estamos pedindo a todos os cristãos para fazer parte deste movimento", acrescentou.

A Nova Zelândia foi identificada como um dos países mais seculares do mundo, e os dados do censo nacional de 2013 indicam que apenas 48,9% da população se identifica como cristã.

Podemos orar pela Nova Zelândia essa semana, para Deus entrar com providência no parlamento para que essas orações e o nome de Jesus permaneça entre eles, mesmo em meio as turbulências contrárias.

Notícia traduzida do Espanhol de Noticias cristianas