Papa Francisco nãoaprova homossexual sacerdote

 Participe do Grupo no Facebook e acompanhe as publicações
 
 

 

 

 

Vaticano: Papa Francisco relata que o “homossexual não pode ser sacerdote e nem consagrado” 

 

 

Segundo ele, “os religiosos agem como se a homossexualidade estivesse na moda, e isso influenciou a igreja”.

Para o Papa, os candidatos ao sacerdócio ou a vida consagrada precisam ter boa formação, como maturidade humana emocional.

No seu novo livro “A força da vocação”, de Claretia Publications, lançado em de 3 de dezembro, há um fragmento onde ele ilustra essa opinião.

É algo que me preocupa, porque talvez em um momento não tenha se concentrado bem”.

O Papa enfatizou que é necessário também ouvir a voz da experiência que a igreja tem. Quando o discernimento não é cuidado em tudo isso, os problemas crescem, então os treinadores devem ser exigentes nesse ponto. Em nossa sociedade, parece até que a homossexualidade está na moda e que a mentalidade de alguma forma, também influencia a vida da igreja.

No Livro, descrevendo sobre experiência, ele mencionou que já houve casos de vários padres homossexuais, e ele mesmo teve que intervir para ter um clero melhor.

É uma realidade que não podemos negar, lembrando que também há muitos religiosos que professam ser gay”.

Para o Papa, pessoas com neurose e fortes desequilíbrios não devem ser aceitos para uma vida consagrada. “Você tem que ajudá-los a se mudar para outro lugar, não os abandone. 'Temos que guiá-los, mas não devemos admiti-los”, concluiu.