Morre rabino judeu em Jerusalém

 Participe do Grupo no Facebook e acompanhe as publicações
 
 
Foto:Imagem da Internet, pode ter direitos autorais - reprodução 

 

Morre rabino judeu em Jerusalém

 

O rabino Yechiel Eckstein, morreu em sua casa em Jerusalém essa semana. Ele foi considerado pelo diálogo inter-religioso entre cristãos e judeus. Depois de quase dois milênios de inimizades e desconfianças, sua fundação da Irmandade Internacional de Cristãos e Judeus, em 1983 foi um ponto chave para reparar o colapso entre os dois povos.

Todas as semanas, o presidente fundador da Irmandade, enviava devocionais diários acompanhado de versículos das Escrituras, e a palavra hebraica para encorajar a compreensão de Israel, e alicerçar raízes judaicas no cristianismo.

Milhares de pessoas foram beneficiadas com seus devocionais ao longo dos anos, e alguns deles do ano passado é lembrado depois de sua morte:

01) O bumerangue da bondade

Então Miriam ficou confinada fora do acampamento por sete dias, e as pessoas não seguiram em frente até que ela fosse trazida de volta”. - (Números 12:15)

O rabino Eckstein contou uma história incrível de gentileza e encorajou a todos a irmos além quando se trata de ser gentil. Ele escreveu: “A bondade é como um bumerangue; eventualmente, ele voltará para você quando estiver precisando.”

02) Deus quer dar

Quando nasce um bezerro, um cordeiro ou um bode, fica com sua mãe por sete dias. A partir do oitavo dia, será aceitável como oferta de alimentos apresentada ao Senhor. ”- (Levítico 22:27)


O rabino Eckstein refletiu sobre uma prática cruel aparentemente sem sentido que ele testemunhou em uma fazenda no norte de Israel e a conecta ao relacionamento do povo de Israel com Deus.
Ele escreveu: “se oramos e nossas orações não são respondidas da maneira que gostamos, devemos entender que não é porque Deus não nos ama; é porque Ele nos ama tanto que não nos dá algo que não é bom para nós. Deus quer dar mais do que o nosso desejo de receber. Enquanto oramos com essa perspectiva, sabendo que Deus está do nosso lado e querendo nos ajudar, quando a resposta é “não”, podemos nos confortar sabendo que é porque Deus tem algo ainda melhor em mente.”

03) Simples atos de bondade

Ele te mostrou, ó mortal, o que é bom. E o que o Senhor exige de você? Agir com justiça e amar a misericórdia e andar humildemente com o seu Deus. - (Miquéias 6: 8)

O rabino Eckstein recordou uma história que foi ao ar sobre as notícias sobre um menino que convidou um sem-teto para comer com ele em um restaurante. Ele escreveu: “Simples atos de amor que trazem glória ao Senhorisso é tudo que Deus pede”, e encoraja os leitores a fazer um simples ato de bondade. Ele insiste: “Não é preciso muito para servir a Deus e glorificar o Seu nome. Ajude um estranho, seja gentil com alguém que está lá embaixo, forneça algumas palavras de encorajamento ou até mesmo compre uma refeição para um estranho. Deus não pede muito de nós, mas faz tudo por nós. O mínimo que podemos fazer é contribuir com o que podemos”.

04) Benções ocultas

'Eu mesmo exterminarei a terra, para que os seus inimigos, que moram lá, fiquem horrorizados”(Levítico 26:32).


Mesmo quando Deus nos castiga, podemos encontrar o Seu eterno amor brilhando.
Tudo o que Ele faz acontecer em nossas vidasaté mesmo as coisas difíceisé uma bênção. Mesmo o fato de que Israel não era uma terra desejável por mais de 2.000 anos permitiu que o povo judeu voltasse como eles fizeram. O famoso Rabino Eckstein disse: “A lição para nós é que Deus está sempre do nosso lado. Mesmo quando parece que nossas circunstâncias na vida são menos do que desejáveis, há sempre uma bênção oculta. Como o salmista disse: “a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmo 23: 4).


Original Inglês: Eliana Rudee