Artefatos de Israel na China

 

 Participe do Grupo no Facebook e acompanhe as publicações
Seguidores do Evangelho
Grupo do Facebook · 3 membros
Participar do grupo
Seguidores do Evangelho Grupo para compartilhamento das mensagens do Evangelho de Jesus a todos. Jesus disse que é o caminho, a verdade, e a vida. Ass...
 

 

 

Artefatos históricos de Israel serão exibidos pela primeira vez na China

 

 
  • “Um exposição intitulada “Mesopotâmia da Idade do bronze e a planície de Chengdu”, será aberta em 21 de outubro na China."

A representação é a primeira vez que artefatos históricos israelenses serão exibidos na China. Hospedada no Museu da Universidade de Sichuan, a exposição se concentra nas duas antigas civilizações que se desenvolveram nas extremidades opostas da Ásia: a Mesopotâmia no Oriente Médio e o vale do Leste Asiático de Chengdu.

Estudo definem a Idade do Bronze como ocorrendo entre 3.300 a 1.200 aC.

O Museu das Terras Bíblicas em Jerusalém, dedicado à história do Antigo Oriente Médio, com perspectiva Bíblicas emprestará 15 artefatos para a exposição.

Tabletes cuneiformes, selos cilíndricos e uma estatueta feita de lápis lazúlim azul precioso.

Os visitantes descobrirão o modo de vida, as instituições reais e os rituais que caracterizaram a antiga civilização mesopotâmica. Além disso, a exposição incluirá dezenas de artefatos emprestados de vários museus da China e do Yale Peabody Museum, dos Estados Unidos.

A exposição foi construída de forma a oferecer aos visitantes uma visão comparativa de duas civilizações da Idade do Bronze.

O objetivo do Museu é conectar cada indivíduo com a sua herança educacional através dos tesouros expostos. Acolhendo visitantes de todas as fés e nacionalidades, traz uma narrativa universal do desenvolvimento da civilização pra o público, e programas culturais”, disse a diretora do Bible Lands Museum, Amanda Weiss.

Esta exposição oferece uma oportunidade maravilhosa para ampliar limites de nosso conhecimento, para criar um diálogo entre diferentes culturas, para observar os traços que eles tinham em comum no passado, e forjar frutífero no presente”, acrescentou.

A exposição marca a primeira colaboração desse tipo entre Israel e a China, e é um aprofundamento dos laços entre os dois países, cultural e economicamente.

 

Do original inglês: David Brummer

Tradução para o Português: Logostheos e Seguidores do Evangelho


 

 


 

 

 

Leia mais em Logostheos